19 de ago de 2007


A cama desarrumada significava alguma coisa que ela não sabia entender. Havia dormido tão bem durante a noite, porém nunca reparara na cama ao acordar.

O lençol branco, amassado e delicadamente solto sorria para ela. Era como se ela tivesse encontrado novas forças para mais um dia.

Abriu o chuveiro e deixou a água cair. Ouvia o barulho da água e se deliciava com ele. Havia melhor coisa que aquela sinfonia?

Era impressionante a sensação daquela manhã. Sonolentamente se despiu e deixou a água deslizar sobre seu corpo.

Queria começar o dia de maneira diferente.

Sabonete, Shampoo, Condionador, água, água, água...água que lava, água que leva...lava, leva, lava... toalha, roupão.

Sentia-se feliz, descansada. Vestiu-se. Olhou para o espelho.

Estava satisfeita com sua roupa, com suas formas e com seu cabelo. Há quanto tempo não se sentia assim?

Caminhou até a porta. Seus movimentos se tornaram mais leves. Elevador ou escada?

Poderia optar por qualquer um deles, mas resolveu descer a escada.

Todos os dias passados havia subido e descido pelo elevador, era ali que encontrava a imagem que a atordoava durante resto do dia.

Um comentário:

Vinicius disse...

Queria começar o dia de maneira diferente. tbm comecei o meu dferente hoje rs...