4 de nov de 2009

These Days...

Por muito tempo estive tentando descobrir o que estava acontecendo. Como seria possível transcrever algo que você nem mesmo sabe o que é? Já era bem difícil falar quando sabia o que estava sentindo...

Aquela história era o pedaço que faltava no quebra-cabeça. Ler e ouvir como aquela ausência se fazia tão forte me fez entender...

Cada pedaço meu havia sumido. Uma falha tão grave deixar que parte de alguém me preenchesse... Eu deveria ter imaginado que, quando esse alguém partisse, eu me partiria no vazio destruidor.

Então eu apertava meus braços contra o meu próprio corpo, tentando segurar o vazio, tentando não deixá-lo se alastrar.

Era a falta dele que eu sentia, como se tivesse sido apenas um sonho e nada, nunca, tivesse acontecido.

Talvez eu tivesse sonhado com os melhores momentos de minha vida, mas eles não existiram, não na verdade... Era como se um buraco negro se abrisse em minha alma.

.
.
.
.
.
.
.
.
(Cena do Filme "Lua Nova"[New Moon, 2009])