12 de ago de 2007

Cada um é aquilo que pratica

O título mostra minha crença no fundamento espiritual que há nela.
Estamos tentando nos definir a cada dia. Quando escuta "Quem é você?", aonde busca a resposta? Ah, não vá me dizer que corre na gaveta da sua avó e encontra uma matrícula das suas ações!

Você é aquilo que faz. Nada mais.

A prática de boas ações o torna uma boa pessoa, o que não quer dizer que se torne bobo. Boas pessoas buscam o bem do próximo e o desenvolvimento como ser humano.

Ultimamente é o que tento "colar" nas mentes destruidoras que encontro nas salas de aula, mas estas so querem "colar" nas paredes aquela identidade sem registro de atitudes.
Quando ao Batista perguntaram quem era não disse que se chamava João, nem que era filho de Zacarias; não se definiu pelos pais, nem pelo apelido. Só de suas ações formou a sua definição: Ego vox clamantis (Eu sou a voz que clama).
A. Vieira, op.cit., v.1, t.1, p.212.

A mim, basta saber que sou a ladra de flores à beira do abismo ou até mesmo aquela que se atrasa para chegar no momento futuro pois viveu intensamente o presente.

E você, quem é?

Um comentário:

Vinicius disse...

O meu com fritas por favor...