12 de mar de 2008

Caixinha de achados e perdidos

Pensei que eu soubesse muito sobre a minha própria vida, ou sobre como tratar os meus sentimentos. Comprimí-los até o último momento, não respirar a possibilidade de me apaixonar...

Nem sempre tudo é do jeito que a gente gostaria que fosse. As coisas nunca são do jeito que eu gostaria que elas fossem. Eu não sou o que eu gostaria de ser.

Era tão bom sentir o gosto de se apaixonar a cada dia pela mesma pessoa. Era bom ter alguém ao meu lado no momento em que eu me sentia mais sozinha, até mesmo nas noites de insônia [ que me assolam quase que diariamente]. ERA bom ter um ombro quando eu sentia vontade de chorar, mesmo quando meu choro era vão.

De vez em quando, penso em dar uma chance a alguém. A chance de ME fazer feliz. E então, depois de analisar, percebo que meu egoísmo seria imenso. Como posso permitir a alguém ME fazer feliz se não penso na possibilidade de fazê-lo? Como poderia deixá-lo tentar se busco a minha felicidade nas realizações de projetos? Não que fosse torná-lo triste... mas qual é a disponibilidade que daria à ele em minha vida? Deixaria meus planos por ele? Acho que não estou preparada pra viver tudo isso novamente.

Como arrumar novas paixões se ainda não descobri onde guardar as do passado? Estive pensando muito sobre as paixões passadas. Não deveria guardá-las, nem colecionar admiradores. Deveria jogar fora, desfazer-me do já vivido e abrir meus pulmões à novas experiências.

Ele é a melhor coisa que eu vi em toda a minha vida e às vezes eu desejo que nós pudéssemos ser alguma coisa, mas eu não tenho certeza disso.

Minha única certeza é a esperança de realizar meus maiores sonhos e, infelizmente, ele nunca fez parte deles.

Talvez eu seja a garota preferida, talvez ele seja a minha razão hoje. Talvez meu sorriso seja o favorito... talvez ele ame um pedacinho de mim secretamente... talvez, sem mim, o coração dele possa se quebrar e ele não possa dormir durante noites... talvez ele realmente seja a melhor coisa que aconteceu em toda a minha vida...
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
"All I know is that you´re so nice,
You´re the nicest thing I´ve seen."
(Kate Nash)

Trilha Sonora: Nicest Thing - Kate Nash.

4 comentários:

Vinicius Cabral disse...

Deixa acontecer... se vc nunca der chance, nunca vai poder dizer que tentou... ou que não daria certo...

Vai por mim... deixa rolar... faz bem (pros dois lados)...

bjo

Cansei de ser abduzida disse...

Essas perguntas me dão calafrios!
bruuuuuuuu!!

beijos.. boa sorte com as respostas!

te cuida bem!

Tititi disse...

Penso que se vc não encontrou alguém que seja capaz de atrasar seus projetos, não é pq vc está fechada pra isso, é que ninguém ainda mereceu. Quando uma pessoa legal aparecer, modificar os seus projetos incluindo-a, vai ser um processo muito natural...
"Como arrumar novas paixões se ainda não descobri onde guardar as do passado?" Ótima frase... Mas aprendi que não precisa tentar fazer isso, tudo acontece naturalmente!!!
Vá vivendo!!
Bjokas!^^

bRUNO disse...

Você quer dar a chance para alguém te fazer feliz???

OLHA EU AQUI

\o