22 de set de 2008

O tudo, parte II

- Estou com saudade.
- Ah, não minta. Já disse que não adianta, eu não vou me apaixonar...
- Tudo bem, mas quero te ver.
- Não dá.
- Dá sim. To indo praí te ver. Desliga a Tv.
- Mas... não, eu não sei.
- Já pesquisei um lugar discreto, poderemos conversar tranquilamente.
- Não vou. Isso vai fazer com que eu me sinta mal.
- Ah, querida! O lugar não vai definir o que devemos fazer. Eu te respeito, confie em mim.
- Estou com medo.
- Não precisa tê-lo. Gosto de você.

E, pela primeira vez em sua vida, ela permitiu que a colocassem numa situação como esta. Já não sabia o que era ou o que significava tudo aquilo. Só sabia que ia perder muita coisa, principalmente um pedaço do coração.

---------------------------------------------------------------------------

E é chegada a Primavera, meu período mais florido do ano. Sejam bem - vindas as flores, a brisa suave e o calorzinho do sol!

"Bom dia. Olha as flores que eu trouxe pra você, amor..."

(Marcelo Camelo, Bom dia)

14 comentários:

Jéssica disse...

A confiança dela combateu tudo, até o pedaço perdido de seu coração?!

Incrível como esse texto caiu bem comigo... Adorei!


E aqui, nada de primavera, só calor calor calor caloooor...

Antônio disse...

Sabe, Ná, se eu pudesse voltar lá nos meus 16, 17 anos, te juro que gostaria de voltar num dia em especial e recusar apenas um convite. Um simples "não, obrigado", e minha vida seria bem diferente hoje. Pra pior em alguns aspectos, mas sem dúvida de uma tranqüilidade muito agradável em outros.
Como isso não é possível, me resta responder pelos meus atos e pagar pelos meus erros...

Beijo!

Thiago Augusto" disse...

:D flores a parte, esse climinha de primavera é tão fresco né? ;D

Sou a Lê, disse...

Torcendo pra que a primavera traga, além de flores, novos perfumes, belas cores, e calor.
O humano.

Beijo
:)

Rafa disse...

esse texto diz muito de nós mulheres,]bjs

Ju disse...

ow, cadê o sol que a primavera ia trazer???
p*** frio do caramba né?

=)

Wallace Souza disse...

é autobiográfico esse diálogo?

Lydia disse...

E o medo sempre ali, ao nosso lado.

Seja bem vinda primavera, e traga cores e cheiros.

Beijo, linda!

disse...

adorei o texto! fazia tempos que nao vinha aqui!!! beijão

Antônio J. Xavier disse...

Vou encher de flores tua janela...
bjinhos

Adriano DiCarvalho disse...

Um convite assim, não se deve recusar quando não se aceitou outro antes...
Lindo.

bjs.

Alguem quase normal... disse...

Não vou. Isso vai fazer com que eu me sinta mal.
- Ah, querida! O lugar não vai definir o que devemos fazer. Eu te respeito, confie em mim.
- Estou com medo.
- Não precisa tê-lo. Gosto de você.
è inacreditavel como há coisas que só mudam os personagens e o cenário pois a história é a mesma...
eu já passei por isso...

Daniela Piva disse...

As histórias são iguais... O pior de tudo, é que sempre sabemos quando vamos perder um pedaço do coração. E mesmo assim, estamos lá...
Beijo moça!

Kamilla disse...

Gostei da história, bem leve!
Q venha as flores então!