8 de set de 2008

O começo de tudo

- Não, eu não posso fazer isso. Não é certo!
- Por que não? Você não consegue apenas sentir? Nós não precisamos do que é certo ou errado, precisamos, apenas, sentir.
- Eu sinto, mas não posso. As sensações vão contra tudo o que eu acredito. Não posso contrariar minha moral.
- Ora, não precisa se culpar. Nós não estamos fazendo nada de mais. Por favor, entenda, eu gosto de você...
- Mas... mas...

E, naquele momento, o beijo selou a infidelidade dela. É o que ela vai carregar pro resto da vida, a única recordação daquele momento.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
"She holds a smile
Someone will hold the crying child
And everybody asks what became of you
You heart was dying fast
And you didn´t know what to do..."
(Death Cab for Cutie - Cath)

22 comentários:

Thiago Augusto" disse...

Oo

Você traiu? :O

*Ná* disse...

Eu não. A personagem sim.
Beijos

Vinicius disse...

depois falm ds homens...
essa mulherada tá perdida rs...

♥тєcα♥ disse...

Esse que é o triste ela se rendeu a um beijo por ele insistir que gostava dela, pior é se ela for para os finalmentes e ele perceber que não gosta mais,rs!

Homens...

Beijão!

Cadinho RoCo disse...

O não querer querendo é contraditório por si só.
Cadinho RoCo

Carol Rodrigues disse...

E basta isso, né? Ás vezes acontece e é sempre assim, simples. Conheço histórias parecidas, que começaram assim...

Ju disse...

já passei por isso...
a culpa convive com a gente pra sempre (ou não)
=)

Maria Fernanda disse...

Ficou tão cheio de interpretações...


- Perfeito.

LindaRê disse...

Lindo texto.
verdadeiro...

bjs

Auíri Au disse...

Momento que se estende para o resto da vida dela....
Segundos que duram para sempre...


Beijos

Antônio disse...

Mas que momento! Não tenho nem palavras pra descrever a honra que senti ao ver uma frase minha ali... Foi tão espontâneo - aliás, sempre que a gente lê o que a Fê escreve as palavras saem ao natural - que nem me dei conta que poderia ter alguma relevância. Muito obrigado!

Quanto ao teu texto, bah, demais! Conseguiu descrever a situação com perfeição.

Beijo, Ná, e obrigado pelos elogios.

Lydia disse...

Ficou tão cheio de interpretações...


- Perfeito.
[2]

Bruno disse...

Não acrediiiito!!!

Já que era pra ser infiel, dava pra pelo menos selar a infidelidade com outra coisa??? Tipo... Hm, xá pra lá...

Voltei, Ná!!!

=P

*Ná* disse...

BEm típico do Bruno falar uma coisa dessas! ahahaha

Tititi disse...

Nossa, conheço essa história. Só que ao contrário.
Menina, sumi, eu sei!!! mas tô voltando, aos poucos.. Vi lá embaixo que tem presentinho pra mim, né? Ai, nem sei se mereço, mas vou postá-lo! ^^
Brigadaaaaa!!!
Ai que saudades que eu tava daqui e de ti!!!
Bjokas!

Jôji disse...

A traição é o ponto de felicidade.
Não existem motivos para ser dos outros, se deve ser do mundo.
Por mim, o mundo seria uma orgia.

Lily disse...

tantas e tantas histórias parecidas com essa nesse mundo! rsrs

comigo, qndo eu namorava, foi quaaaaaase assim! sendo q eu fui highlander e o final não foi igual! rs

mas acontece... somos humanos e ninguém é melhor ou pior por isso!

bjkss

Anne Graziele disse...

Perfeito! Lembro de uam música de Lulu Santos q diz: deixa ser pelo coração...
bjo

Gabriela M. disse...

o_O

"Gaia"??

;) disse...

Ainda não decidi até que ponto os sentimentos podem ultrapassar os conceitos de moral...
mas uma coisa eu tenho ctz... ter negado o beijo faria com que ela carregasse um arrependimento imeeeenso... que não sei se vale a pena!

Homens...
Mulheres...
emoções!

Rafaew disse...

algo está no ar! rs

Huguinho disse...

Prefiro pensar sobre o que é certo ou errado. Sentimentos podem ser passageiros e se tornarem vagas lembranças. Po isso, sempre o uno a razão. Talvez porque eu seja muito pessimista. Abraços