22 de dez de 2007

Querido Papai Noel,

Eu não sei se te chamar de querido vai ajudá-lo a me atender. Mas não vou ficar inventando moda este ano. O Sr. sabe que eu amo Papai Noel, o que te inclui na lista das coisas em que eu ainda acredito e eu já ficaria contente demais em saber que o Sr. também acredita em mim.

Fica tranquilo, meu Velhinho, não vou pedir que me entregue uma Pajero amarela, nem um porshe pink.
Enquanto escrevia essa carta, eu pensava quais seriam os bens materiais que me fariam feliz neste Natal e não consegui chegar à conclusão nenhuma.

Papai Noel, eu sei que a gente não deve exagerar nos presentes, mas eu vou pedí-los. Se o Sr. não conseguir encontrar um, mande o outro, por favor. Acho que vai ser mais vantajoso para nós dois pois, desta forma, eu não corro o risco de ficar sem presente e frustrada, não é mesmo, Papi?

Velhinho, o mundo anda tão de cabeça pra baixo que eu nem sei por onde começar.
Eu sei que o Sr. não vai conseguir encontrar meu presente em 3 dias, por isso estou disposta a esperar por ele em 2008.

Papis, queria que todas as crianças, de todas as classes sociais, frequentassem a escola e tivessem o que comer. Se isso não for possível, eu me contentaria em saber que os políticos do meus país pararam de ROUBAR o dinheiro do povo sem punição alguma.

Meu gorduchinho de bochechas vermelhas, se TUDO isso ainda não for possível, eu gostaria que o Sr. me mandasse um namorado de presente. Mas não qualquer brinquedinho que pare de funcionar quando a pilha acabar. Tem que usar bateria longa vida, daquelas que duram uns 60 anos, no mínimo. Ah, ele também precisa ser cheiroso. Esse é um requisito básico. Precisa gostar das minhas amigas, de sair comigo, de rock´n roll e gostar de fazer todas as minhas vontades só pra ver um sorriso brotar no meu rosto. E precisa ter SORRISO bonito. Não pode ser daqueles caras marrentos, que querem ter razão o tempo inteiro e também tem que ser convicto. Bem, mas eu também não tenho pressa, tá? Ele não precisa chegar em 2008.

Como o Sr. sabe, eu pretendo viajar em 2009... se ele aparecer antes, vai ser um problema pra mim por que terei de me desfazer do seu presente muito rápido. E, aí, quem vai levar a culpa de ser movida à pilha, serei eu. Ele pode chegar em 2009, Papai... depois que eu "adentrar" a minha nova moradia e tiver conhecendo os lugares. Isso, pode ser em 2009 mesmo, lá aonde eu estiver... por que assim, quem sabe, o seu presente não vem duplicado e, além de um namorado pefeito, eu ganhe um maridinho e um novo país.

Papai Noel, se, ainda, essas coisas não forem possíveis, eu me contento com saúde pra correr atrás de tudo.
Um grande beijo na pontinha do seu nariz, dos duendes e das Henas.
Sua admiradora eterna,
Natália

4 comentários:

nica disse...

Ô! Sua cartinha é bem mais modesta que a minha... e mais simples também.
Mas namorado perfeito anda bem difícil, ein? Mesmo assim espero que consiga!!! Em 2009... xD
Bejão...

caju disse...

Me lembra o Kid Abelha, "arrisco todo o meu ouro, dou meu amor como garantia para encontrar um tesouro e não bijouteria".

Boa sorte na trip :)

Bruno disse...

1 - EU RESPONDO SEU MEME ASSIM QUE CHEGAR NA NOVA MORADIA, OK? MEU PC TÁ UMA MERDA, NÃO FUNFA NADA, E EU PRECISO FORMATAR E DEIXAR ELE DO JEITO QUE EU QUERO

2 - O POST TAVA LINDO, EMOCIONANTE. AÍ, DE REPENTE, AO VER ESSA FOTO, BROXEI... MEW, ESSA FOTO É MAIS VELHA QUE A ÉPOCA EM QUE MOISÉS SE VESTIA DE PAPAI NOEL!!!

;*

haiUhaIuahIauH

Beijos

Cristal - a louca. disse...

=]
Muito lindinha a sua carta :)

Beijas