31 de jul de 2009

Respirando

Talvez porque eu seja tão pequenina, me sinta como alguém que precisa ser aquecida, ser embalada. Ou, talvez porque eu seja tão pequenina, não sinta segurança o suficiente para dizer que eu me basto. Eu já disse muito isso antes. Antes. Agora, não mais. Não digo.

Em meio a tantos assuntos para me declarar, não consigo pensar em nada além de como me sinto em relação a isso tudo, em relação ao que acontece comigo. E então chego a conclusão que estou sendo egoísta. Estou sendo, não. Sou.

Talvez por todo esse egoísmo é que eu seja assim tão pequenina. Os verbos sou, penso, sinto não demonstram altruísmo algum quando estou a escrever. É um sufoco. Um sufoco imposto pelo mundo. Pela vida desregrada. Pela vida imprecisa.

E então percebo que o meu sentir não é egoísta por si só. O meu sentir também vem do mundo. Não sinto só por mim. Sinto por vocês. Por todos nós. Por essa vida desregrada. Por essa vida imprecisa.

A graça de viver que está sendo deixada de lado quando colocamos todas as nossas angústias frente às nossas alegrias. O que está sendo deixado para trás.

Talvez o meu egoísmo apenas seja um espelho daquilo que a humanidade se tornou. Aliás, um espelho daquilo que a humanidade sempre foi. O egoísmo humano. Egoísmo terreno.

Chego ao ponto, neste momento, de parar tudo. Anestesiada, como sempre pedi para não ser, deixo arrancar de mim todos os cacos que foram penetrando a pele durante os anos. Anestesiada, deixo que tirem de mim cada pedaço de humanidade, que já não me serve de nada.

Eu tenho passado pelos mesmos problemas, eu tenho feito as mesmas coisas para que tudo aconteça sempre da mesma forma. Eu vivo me perdendo e nunca há lugar algum em que eu possa ser encontrada. Vivo me machucando. E grito, choro, anestesiada, para que me abrace, me segure, me embale, me descubra, me aqueça... e me respire.

"The storm is coming but I don't mind.

People are dying, I close my blinds.

All that I know is I'm breathing now.

I want to change the world, instead I
sleep.

I want to believe in more than you and me.

But all that I know is I'm breathing.

All I can do is keep breathing.

All we can do is keep breathing now."

[Ingrid Michaelson, Keep Breathing]

11 comentários:

Alexandre Gil disse...

gata

a parada é a seguinte, a musica do reginaldo vandre, diz: Vem vamos embora q esperar nao e saber, quem sabe faz hora nao espera acontecer.

algumas coisas conseguimos escolher na vida: com quem vivemos, onde, como e aonde queremos chegar!!!

ser egoista é mto relativo, devido a relatividade da vida, egoista pra que? essa e a questao....

a moral e a seguinte, todos semeamos e a colheita normalmente e certa, entao o que temos q nos atentar e nao esperar plantar melancia e colher mamao ne.


q bom q voltaste, tava com saudades do teu cheiro nas palavras rsrs (d quem escreve com a alma)
bjo t cuida

Medella disse...

Na, não seria a humanidade um reflexo do junção das unidades?

Ceder à falta de humanidade do coletivo me parece ser um caminho errado para qualquer um, principalmente para pessoas como você que estão aqui para fazer a diferença.

Se ainda creio na humanidade, é porque existem indivíduos como você! :D

Thiago Augusto" disse...

te ler, me faz bem...

Maria Fernanda disse...

Que egoísmo é esse que necessita de uma pessoa que te seja?

Lindo.

Beijo doce *:

Erica disse...

Mais todos tem seu lado egoísta.Só não se pode deixar esse lado falar alto.Beeijo flor.
ps:eu comentei também no post anterior.

Alessandra disse...

É verdade, a vida hoje em dia anda fazendo isso com todos nós. Mas quando nos damos conta disso é hora de parar, reavaliar, refletir sobre o que nos deixa assim. A palavra esta corretíssima "anestesia" é isso de que estamos sendo alimentados. Quando chegares a uma conclusão compartilhe comigo, que vivo os mesmos questionamentos.
Bj.

Patrícia disse...

Quem não quer ser cuidada?

Huguinho disse...

Penso que a sociedade tem uma culpa parcial na maneira como pensamos ou somos e que algumas coisas acontecem ou deixam de acontecer pela falta de clareza, paciência e tudo mais que pode influenciar em decisões.
Gosto muito dessas reflexões sobre o que somos ou o que estamos fazendo.

Abraços

Maldita Futebol Clube disse...

quem não precisa ser amada e cuidada, e quem em sã consciência nunca foi egoísta ao menos um pouco um dia! estou vindo aqui depois de muito tempo..beijão saudades!

Sarah S disse...

Não vivemos "todos por um", e sim "eu por mim", nós precisamos de outras pessoas sim, mas pra nos trazer o que nos falta, pro nosso bem, de certo modo isso é egoísmo também . Mas isso é viver, assim é a vida.

Camila disse...

muito profundo ;/
maas tdo vaai ser melhooor .
gosteei do seu blog

bejoos