14 de nov de 2008

[Im]Perecível

Você desejou muita coisa na sua vida, não é mesmo? Sempre correndo, com pressa, querendo abraçar o mundo... E então a vida te colocou de castigo e você precisou desacelerar seu passo, andar mesmo devagar nesse caminho que foi trilhado PARA você, mas que não seria POR você se pudesse escolher.
E é isso que faz com que se identifique com aquela música que a gente cantava tentando chegar a um acordo sobre a felicidade.
Foi essa armadilha da vida que tornou os olhos verdes vívidos em olhos de ressaca, daquelas ressacas em que o mar invade a cidade litorânea e leva todos os brinquedos esquecidos na areia.
Eu sei que você não queria essa transformação. Sei também que anseia por um momento de paz. E eu acredito que vá chegar a sua vez, mesmo tarde, vai encontrar o caminho; vai sentir a liberdade dentro, fora, de todos os lados...
E então vai se perder; vai escolher o caminho errado, tentando acertar; vai embora de mim, de você, de nós; buscar outra cidade, quem sabe outro país... e depois vai descobrir que errou, que, tentando recuperar o tempo perdido, tomou o atalho do equívoco... e vai querer voltar, mesmo com medo, para perto de mim. Mas eu não estarei mais no mesmo lugar; eu terei tomado meu rumo, chegando em algum ponto do futuro que você não poderá alcançar.
E seguiremos os dois, por caminhos distintos, tentando consertar os mesmos corações partidos diversas vezes pelo mesmo amor irremediável.

***************************************************************************
Sei que sumi, que estou em falta com vocês. Tive um problema com o 'raio' do 'speedy', mas tudo se resolveu já. Este fds eu prometo colocar minhas coisas em dia, principalmente as visitas que ando devendo.
Um grande beijo.

19 comentários:

Silêncio de Chumbo disse...

já tava com saudade dos seus textos... =)

Rafa Gizzi disse...

sim! eu tb!
textos estes que são sempre incríveis!

Gerunda disse...

não gostei desse texto.. me fez ficar triste :( nunca mais volto aqui..

Tava sentindo sua falta mesmo Ná, adoro seus textos, muito bons. Sabe que as vezes eu penso em ir embora pra esqueçer certas pessoas, mas ai eu penso realmente que eu posso estar cometendo um erro e não quero me arrepender depois por isso..

Thiago Augusto" disse...

(:

liiindo, mais uma vez você se mostrou perfeita...

Jéssica disse...

Amores antigos sempre têm um cheirinho de saudade misturado com mofo. Que nem livro velho.
Adoooro =)

;**

Ju disse...

olhos de ressaca... já vi isso em algum lugar e sempre adorei essa descrição
=)

Mari Vianna disse...

eu olhei lá vc nos meus links e pensei "vamos ver se tem mais um daqueles textos que te faz ler de ponta a ponta".. e nao foi diferente, mas bateu uma tristezinha, como disse outra pessoa em outro comentário. Meio despedida, e me lembrou bastante coisa da minha vida. Mas eu aaaaaaaaaadorei e preciso ressaltar as descrições, SEEEEMPRE bem formuladas! Porque uma coisa é você dizer "oi, to triste" e outra é voce usar exemplos para explicar sua tristeza e acaba até passando pros leitores.

Amei, deixa eu calar a boca!
ahhahahahahahha

Beeijos

Adriano DiCarvalho disse...

É uma triste trajetória, mas são caminhos que quando precisamos trilhar, podem ser tão irremediáveis quanto o amor que o ocasionou...
-----------
O ser humano é um bichinho muito complicado mesmo né. Meus Deus...
----------
BJ ENORME, Ná.

Antônio disse...

Importante mesmo é nunca parar de caminhar, procurando sempre avançar, crescer, amadurecer. A vida sempre recompensa quem não desiste, pode acreditar.

Beijão!

Alex Pinheiro disse...

o eterno "furquilhar" dos caminhos,,, pra onde ir?!
Mas o otimismo em relação ao caminhos que escolhemos pode desenhar flores em espinhos,,, É, isso é possível sim. O poder da mente transformer! rs

Bjs e novas invenções!

Yuuko-sama disse...

sim menina jah melhorei
sua sumida!!!
q bom q voltou
nossa texto legal
me fez lembrar eu mesma

Linda_Rê disse...

Lindo texto.
E eu sempre ando pensando em como consertar um coração...

Beijos

[Farelos e Sílabas] disse...

...

E tudo porque nossos passos escolhem o que for mais adequado ao caminho... ah, nossas escolhas!

A gente caminha sentindo o ventinho suave, a voz do coração, mas nem sempre se dá conta que é mais que um ventinho que era o toque do que escapou...

Gostei daqui. Eu te li em palavras de suspiro!

...

meus instantes e momentos disse...

gosto de voltar ao teu blog, é bom vir aqui.
Maurizio

Renata Valim disse...

Náááá!
Não some quando eu apareço não, please!
Seria ironico demais perguntar como você está, ao invés de ler todas as postagens que eu perdi?
Bem, muitos beijos linda!
Estou tentando retomar a blogesfera.

Estava Perdida no Mar disse...

Acho q conheço esta história. Acho até q já a vivi.

Nat, disse...

Cade vc? Tá sumida, menina! Beijos!!!

Pitanga disse...

Oi, menina imperecível!!!!

Voltei a escrever...não resisti.

Teus textos continuam encantadores.

Beijos Doces,
Pitanga.

Huguinho disse...

Para mim, a vida é recheada de decisões, passos e caminhos. Decidir por quais caminhos seguir não é nada fácil e aceitar o que foi trilhado para mim também.