15 de set de 2010

Da gaiola para o mundo

Sempre fui muito persistente: planejei, busquei, alcancei. Depois de tanto sonhar, cheguei aonde queria. Estou conhecendo um mundo que eu nao imaginava ser tao pequeno. Mas, mais importante que isso, eu to me conhecendo melhor. Hoje 'e o momento de me encontrar; de tracar novas metas, planejar menos, sonhar menos e realizar mais. Eu estou tao proxima de mim e nao tenho medo do que vou descobrir pela frente. 'E um processo de amadurecimento, no seu mais amplo sentido.
Essa 'e a hora de me redescobrir, de me reinventar. Estou deixando pra tras tudo que nao me importa, que me 'e superfluo. Ja nao me interessam mais as poucas coisas que podemos ter. Eu quero o que podemos viver, aprender e ser.
Sao tantas coisas pra dizer, tantas sensacoes pra digerir que eu mal consigo redigir um texto. Alias, esse novo modo de escrever vai me deixar maluca. Nao ha acentuacao que resista. Mas eu sigo em frente, me adaptando ao novo teclado, alem de me adaptar a este novo modo de vida: longe de casa, longe de minhas raizes, longe de minha cultura, longe das pessoas que amo... e  me sentindo livre como nunca!

7 comentários:

Mila disse...

A liberdade é o que faz alguns sacrifícios valerem a pena.
Boa sorte aí!
E aproveite mesmo!
Beijos

Tathiana disse...

Somos todos universos complexos. E temos muito a ser explorado.
Bjs.

Thiago Augusto" disse...

e nunca se tem o controle..

sindrominha disse...

Oi gostei do seu texto, visite o meu blog de textos pessoais, obrigado.

Otimos disse...

Meu coração tambem pede reformas e revisadas...
É momento de se re-encontrar e re-pensar o mundo

Otimos disse...

Meu coração tambem pede reformas e revisadas...
É momento de se re-encontrar e re-pensar o mundo

Ariana disse...

O amadurecimento é bom, ele nos faz enxergar a vida de outro jeito!
Belo texto!

ps: Tanto tempo que eu não vinha aqui, estava com saudades!
Seus textos continuam otimos!


Beijos