7 de mar de 2009

A última que morre

Era uma questão de sobrevivência.

Ele matava aquele resto de esperança, ou ela não o deixaria mais respirar.

Tentou afogá-la. Lágrimas e bebidas. Em vão: esperança nada!

Solução equivocada para o problema errado.

Soterrou com lembranças e hoje vive para o momento.

3 comentários:

Estava Perdida no Mar disse...

Nossa, pesado. Mas me lembrou que muitas vezes esta é a única solução

*Ná* disse...

Acho a gente tá precisando conversar...

Thiago Augusto" disse...

Nada é tão fácil :\